Amigdalectomia


Amigdalectomia é a cirurgia para remoção das amígdalas palatinas, ou seja, é a cirurgia para retirar ou remover as amígdalas.


As amígdalas ou tonsilas palatinas são estruturas localizadas na cavidade oral. Normalmente ocupando os espaços laterais à úvula (campainha). As amígdalas fazem parte do Anel Linfático de Waldeyer e participa do sistema imunológico do nosso corpo.


Amigdalectomia


As crianças tem suas amígdalas aumentadas de tamanhos, pois na fase pré-escolar que ela tem os primeiros contatos com os germes mais comuns, como vírus e bactérias. Quando as tonsilas aumentam bastante de tamanho, podemos observar sintomas como respiração oral, amigdalites crônicas e acúmulo de restos alimentares também chamados de caseum. Nestes casos, pode ser necessário o procedimento denominado Amigdalectomia. A principal indicação da Cirurgia das Amígdalas, entretanto, não são as amigdalites de repetição e sim quando a hipertrofia das amígdalas.


Em adultos, quando a função das amígdalas palatinas é prejudicada por repetidas amigdalites, a função de proteção deixar de ser exercida na medida em que as amígdalas passam a ser uma fragilidade do nosso sistema imunológico. Nestes casos, a Cirurgia das Amígdalas costuma ser a solução mais indicada, independentemente da idade.


Como é a Amigdalectomia?

A Cirurgia das Amígdalas costuma demorar em torno de 30 minutos e, normalmente, está associada a Adenoidectomia.


A Cirurgia das Amígdalas é realizada em ambiente hospitalar e sob anestesia geral. É a cirurgia mais realizada pelos otorrinos e o quinto procedimento cirúrgico mais realizado no Brasil.


No procedimento, o cirurgião da Clínica Imong realiza uma incisão na borda anterior da amígdala para removê-la. Em alguns momentos, pode-se utilizar de eletrocautério e pontos para gerenciar possíveis sangramentos.


Pré-operatório da Cirurgia de Amígdalas


Na Clínica Imong, o cirurgião realizará uma anamnese do quadro de saúde do paciente. Levantamento de doenças crônicas como pressão arterial controlada por medicamentos, diabetes e asma, bem como possíveis alergias. Conforme o caso, o otorrinolaringologista pode solicitar exames, pensando na segurança do procedimento.


Com a Cirurgia de Amígdalas São Paulo agendada, recomenda-se jejum de oito horas. Em caso de resfriado ou febre no dia da cirurgia, o paciente deve avisar imediatamente.


Pós-operatório da Cirurgia de Amígdalas


Após o procedimento, o paciente é encaminhado a uma sala de recuperação anestésica e permanece em torno de 1 hora. A alta hospitalar normalmente acontece no mesmo dia, mas pode-se adiar a alta, caso haja necessidade.


Os riscos e as complicações da Amigdalectomia são, felizmente, pouco frequentes. O pós-operatório do procedimento cirúrgico costuma provocar dores de garganta, perfeitamente controlados com analgésicos. O sangramento do local é o maior risco cirúrgico, recomendando-se o retorno ao hospital para reavaliação.


Com relação a alimentação após a cirurgia, é sugerido o consumo de alimentos líquidos/pastosos e frios, nos primeiros dias. No caso das crianças, a oferta de sorvete, gelatina e sucos, pode ajudar. A evolução para alimentos quentes e sólidos dependerá da sua recuperação e da orientação dos médicos da Clínica Imong.


A higiene bucal deve ser mantida, tomando os cuidados necessários para não encostar a escova de dente na parte posterior da garganta. Não é recomendado o uso de enxaguante bucal.


Localizada no bairro de Higienópolis e próximo ao metrô Paulista, a Clínica Imong atende convênios e particulares, conforme o melhor horário para a sua rotina. Agende sua consulta com otorrino da Clínica Imong, clique aqui.

/Galeria de Imagens
  • Clínica Imong
  • Clínica Imong
  • Clínica Imong
  • Clínica Imong